4 de novembro de 2010

Relato da ida ao dentista


Então não é que não me doeu nadinha? Só não adormeci porque dormir de boca aberta não me parecia boa ideia.

É um facto, cada vez gosto mais do meu dentista. Para ser perfeito só lhe falta levar preços mais baratos. Só houve uma parte que me custou. Foi quando levei os pontos. Não que tenha sentido dor, não. Foi aflitivo porque comecei com vómitos. A linha tocou ligeiramente na garganta e a modos que me custou um bocado. Ao ver-me aflita, o dentista prontamente limpou-me as lágrimas e ainda me fez festas na cara. Noutra situação qualquer poderia ter considerado aquilo um abuso, mas naquele momento aquele gesto deixou-me calma.

Quarta-feira volto lá para tirar os pontos e agora vou-me empanturrar de gelados (sem açúcar, claro) para ver se isto cicatriza rapidamente :)

Beijinhosssss meus amores

6 comentários:

Eli disse...

Ainda bem que correu tudo bem :)

MAG disse...

Também gostava muito de ter um assim! As melhoras. Bjs

krasiva disse...

Normalmente contam-se horrores no que se refere a tirar dentes do siso. Que bom que correu bem. As melhoras e muitos geladinhos...

nuvem.de.algodão doce disse...

Ainda bem que não doeu. Só eu é que não tenho dentistas assim.....
*

Pimpinela disse...

Que bom! :) Eu tbem não m posso queixar do meu, não m faz doer nda! :)
Cada x é mais mito a dor nos dentistas! :)

Bjinho***

Manuela disse...

Querida Ana, ainda bem que correu tudo bem :)
Agora é não esforçar o maxilar e qualquer dia nem te lembras deles!
Beijinhos