30 de novembro de 2011

Das coisas que me irritam

Haver, nos dias de hoje, discriminação de géneros. De uma forma encapotada, é verdade, mas existe. Os homens chegam à hora que bem lhes apetece, vão almoçar quando querem e ganham muito mais que nós, mulheres.


E o que isto me irrita, meus amores. O que isto me irrita. Se fosse um homem a fazer o que eu faço ganhava provavelmente mais de 20 ou 30% do que eu ganho. Se fosse um homem a fazer o que eu faço, já tinha progredido na carreira. Se fosse um homem a fazer o que eu faço, já tinha sido aumentado.


Ao contrário, nasci mulher. Com orgulho, sou mulher. Por ser mulher que não vou desistir e conformar-me com isto. Não quero, nem posso. Não vou resignar-me ao encolher de ombros, que muitas colegas minhas já adotaram. Quero mais, mereço mais.


Não desistir de procurar algo melhor, é o objetivo. O principal.

6 comentários:

Miminhos.com disse...

Nem consigo comentar, é um assunto que mexe bastante comigo! Mas concordo contigo, nunca desistir! ;)

Beijinho*


http://miminhoscom.blogspot.com

SuperSónica disse...

Encolher os ombros não, desistir é dos fracos!

Karina sem acento disse...

Oh babe, so so so true*

Mónica disse...

Fazes muito bem!
E também acho que tudo o que escreveste é o que se verifica... (e, por norma, nós trabalhamos ainda mais, se contarmos com o que temos que fazer quando chegamos a casa lol).
Beijocas

Naliadna disse...

Ainda nós vivemos numa sociedade com mais igualdade, se trabalhasses com certas culturas, aí sim, vias o que era frustrante =/ mas concordo, apesar de não ter muita experiência, já consegui aperceber-me desta desigualdade...

Malas e Sapatitos disse...

É uma triste realidade mas é verdade... Mas eu cá não me deixo ficar!