3 de fevereiro de 2012

As pessoas que nos inspiram



Na cabeceira da cama tenho este livro, deste Senhor. O mesmo que me inspirou há uma semana. Mais do que trabalhar os resultados, as vendas, os objetivos mensais, este Senhor inspirou-me a mudar a forma de encarar os desafios. Aprender a deixar de dizer a palavra problema, e substituí-la pela palavra desafio.


Numa época em que me sinto desmotivada profissionalmente, este Senhor nem sabe o que fez por mim. Ainda que por breves instantes, a desmotivação toma conta de mim.


Conformar-me não está no meu dicionário. Se estivesse deixava-me estar aqui, onde tenho um emprego estável, estou efetiva e o salário cai certinho todos os meses. Este trabalho seria, se quisesse, um trabalho para toda a vida. A questão é que não é isto que quero, de todo. Preciso de mais para me sentir inspirada. Preciso de ser posta à prova todos os dias. A pressão, ainda que assuste, faz-me sentir viva.


Por isso, disse o que disse ontem...



I´m still hoping.

5 comentários:

teorianasnuvens disse...

Acho que sim..é importante fazer aquilo que gostamos, que nos inspira umas vezes mais que outras, mas o importante é gostarmos.
:)

Mónica disse...

Como te compreendo, querida.
Mas estou já TÃO cansada que não tarda, viro conformada...
Beijocas

Maria disse...

Poderia ser eu a escrever isto...!Bjinho

Zoana disse...

Never stop believing ;)

Karina sem acento disse...

Compreendo-te querida! Mas lá está, não desistas e nunca deixes de acreditar ***