31 de agosto de 2010

Leituras


O próximo livro a devorar será este. Confesso que estou curiosa.

Sita Valles - Revolucionária, Comunista até à Morte (1951-1977) de Leonor Figueiredo - Alêtheia Editores

Excerto
«Diz-se que Sita Valles foi fuzilada às cinco da manhã do dia 1 de Agosto de 1977. Um tiro em cada perna, um tiro em cada braço. O corpo caiu na vala previamente aberta, antes de desferido o disparo mortal. Ou o que restava de Sita, após as torturas e a orgia de violações pelos homens da Direcção de Informação e Segurança de Angola (DISA), a polícia política do regime. Um tractor aplainou o terreno. Diz-se também que a bela, elegante e inteligente comunista de origem goesa – uma portuguesa de coração africano – se manteve rebelde até ao último momento. Dizia que não tinha medo e que quanto mais depressa a matassem melhor. Ao recusar ser vendada, obrigou os atiradores do pelotão de fuzilamento, a enfrentarem o seu olhar, antes de apertarem o gatilho.»

3 comentários:

Caia disse...

Parece muito interessante! Depois conta se a leitura é "leve"... ;)

Manuela disse...

Ana, não conhecia este livro, mas a biografia parece-me excelente! Obrigada pelo trecho. Depois diz-me o que achaste.
Beijinhos, munha querida.

CS1993 disse...

eu vi as tardes da julia a falar desta grande mulher :D
depois deixa feedback do livro para saber :P

CS1993
<3